Set 07. Gilda

Miriam Alejandra Bianchi, Cantora argentina.

*11 de outubro de 1961

Buenos Aires, CF, Argentina.

† 07 de setembro de 1996.

Paranacito, Entre Ríos, Argentina.

"Santa Gilda"

“Santa Gilda”

Túmulo no Cementerio de La Chacarita, Buenos Aires, CF, Argentina.

Santuário na Ruta Nacional 12, km 129, Paranacito, Entre Ríos, Argentina.

Santuário em Antofagasta, Chile.

 

A jovem e bela GILDA (Miriam Alejandra Bianchi) era uma estrela emergente da cumbia-pop argentina, já atingindo plateias do Chile, Bolívia e Peru. Morreu em um desastre automobilístico em 07 de setembro de 1996, às sete da noite, no km 129 da Ruta Nacional 12, quando se encaminhava para um show em Chajarí. No local da tragédia, na qual se foram sete pessoas (inclusive sua mãe e sua filha), os destroços do ônibus em que viajava foram transformados num santuário, onde devotos de toda a Argentina prestam homenagens à diva milagrosa. Seu túmulo no Cementerio La Chacarita é um dos mais visitados, junto aos de Carlos Gardel e Madre María.

Destroços do ônibus que transportava Gilda e sua banda, hoje transformado em santuário. Paranacito, Entre Ríos, Argentina. Dez/2010.

Destroços do ônibus que transportava Gilda e sua banda, hoje transformado em santuário. Paranacito, Entre Ríos, Argentina. Dez/2010.

Observações em campo em 31/12/2010 e 03/12/2011.

© Todos os direitos reservados

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s